Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2022

Quando Menos é Mais

Imagem
Os budistas costumam dizer que aqueles que cospem aos quatro cantos “eu quero ser feliz” precisam fazer duas coisas, tirar o eu e tirar o quero, aí sim, terão a chance real de experimentar a felicidade. A grande dificuldade, talvez,  é entender que felicidade não se trata da conquista de algo que está fora de nós, nem tampouco dos prazeres que experimentamos ao longo da nossa existência, não, felicidade não se trata disso. Alegrias e tristezas fazem parte da vida e, ainda assim, é possível ser feliz. Definitivamente, felicidade não é algo para se possuir, pois exige entrega, desse modo, está mais para algo a ser experimentado, vivenciado, ou seja, enquanto formos felizes, seremos felizes. Mas que coisa mais sem sentido, o que é que isto quer dizer, afinal? Primeiro vem dizer que devemos tirar o eu e o quero da jogada e agora isso? Pois é, vamos exemplificar para tornar mais fácil o entendimento. Quem é que nunca jogou um jogo de tabuleiro antes? Quando criança, tenho certez

Escolha Bem Suas Sementes

Imagem
          A primeira coisa que temos de ter em mente é que se quisermos colher tomates, antes de mais nada, precisamos semear tomates.           Isto é óbvio, mas, acredite, para algumas pessoas, o óbvio não é tão óbvio assim.  Muitas pessoas costumam imaginar circunstâncias para suas vidas, como se fossem elas as únicas  responsáveis pelo seus destinos. Existe sim uma parcela de responsabilidade de todos nós no que diz respeito às nossas vidas, mas sabemos que não se pode controlar tudo e que aquilo a que chamo de "imponderável futebol clube" está sempre atuando. A vida é assim, há muitas coisas que podemos fazer e muitas outras com que devemos lidar. Certamente, aquilo que podemos fazer requer muito trabalho e nem todos estão dispostos a isto, querem apenas sonhar e sabemos que um sonho não trabalhado é como aquele do qual despertamos pela manhã, onde o que parecia real se desfaz no momento em que abrimos os olhos. Se pensarmos como o homem do campo, entenderemos as i