Por Que a Empatia Importa?

O ser humano tem uma capacidade inata de identificar-se com o outro, de afeiçoar-se e a partir daí buscar colaborações.
A palavra colaboração vem sendo muito utilizada nos meios profissionais e corporativos para descrever um tipo específico de contribuição, porém, a palavra colaboração e seu sentido pertencem as relações humanas de modo geral e nasce no seio da família e vai se expandindo para outras relações pessoais, para a comunidade, para o meio profissional, sendo algo fundamental mesmo para sobrevivência de indivíduos e grupos.
No entanto, sem esta capacidade de identificar-se e colocar-se no lugar do outro, sem esta disposição de compreender o outro, a que chamamos de empatia é difícil que haja alguma colaboração. 
A empatia é tão importante que na visão budista, por exemplo, ela é o primeiro estágio da compaixão, que está para além do sofrimento pessoal e focada em soluções, no que pode ser feito.
Então, percebe-se que a empatia é o princípio e a partir do momento em que o ser se relaciona, interage, se expõe ao próprio contato humano, é que ela vai sendo desenvolvida podendo gerar frutos. Se desde os primeiros momentos de vida o indivíduo é considerado, se desde o princípio sente-se cuidado e amado, fica fácil considerar o outro ou ter empatia.
Sabemos que a vida é composta de alegrias e tristezas de realizações e frustrações, sabemos que nada é perfeito, mas sabemos também que há um estado, possível de ser alcançado, que faz com que a vida, mesmo com seus altos e baixos, independente das circunstâncias, não seja sinônimo de sofrimento, que é a felicidade.
Curiosamente, a felicidade se alcança quando as capacidades humanas são colocadas em prática e é do ser humano identificar-se, afeiçoar-se, amar e dedicar-se ao outro, assim como é do ser humano a capacidade de lutar pela sua sobrevivência numa colaboração que varia em muitos sentidos, mas que está sempre presente.
Fica a dica, sempre considere o outro para ser feliz, porque felicidade é aqui e agora. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Que Está Buscando?

A Inveja Mata?