Não Hesite

 
   
    Quando diante de um objetivo é preciso dar conta das tarefas a serem realizadas,  sempre atento as correções e ajustes necessários para que nada saia do rumo. Até porque,  quem tem um objetivo planeja e sabe o que deve ser feito de antemão.  Porém, algumas vezes, problemas, alguns deles muitas vezes inesperados, surgem e nessa hora a hesitação pode aparecer também.
        A hesitação é um dos seis venenos mentais raízes para o Budismo, sendo considerada a base para não deixar a mente focar nas virtudes e tem o aspecto de dividir a mente em relação as verdades. Isto significa dizer que se você sabe o que quer, sabe o que precisa ser feito e sabe que deve ser guiado pelas virtudes rumo ao seu objetivo, a hesitação não deve acontecer, porém, o que faz com que ela aconteça é a distração com fatos aleatórios que remetem a anseios não virtuosos como, por exemplo, a ganância, a soberba, a pretensão, entre outros, fazendo com que o foco no objetivo se perca, assim como a razão de fazer as coisas de um jeito e não de outro se perde momentaneamente no processo.
        Se de fato se apoia nas virtudes para seguir seu caminho rumo ao sucesso, não pode agir de modo incoerente com seus princípios, como a expressão popular diz, não se pode ter um peso e duas medidas, o que ilustra bem o aspecto que a hesitação tem de dividir a mente em relação as verdades.
        Do mesmo modo, se tem consciência do seu objetivo, se sabe o quanto ele é importante e o que ele realmente significa, não será tentado por a uma satisfação ou vitória momentânea.
        A hesitação pode surgir diante de uma situação difícil ou um problema que possa vir a causar algum prejuízo momentâneo, fazendo com que a mente distraída oscile entre o modo correto de agir e alguns venenos mentais, que certamente não gerarão bons frutos.
        A hesitação também pode acontecer em uma situação completamente oposta, em que no meio do caminho uma oportunidade surge, podendo desviá-lo completamente do objetivo final.
        Não que uma oportunidade deva ser desprezada, mas sem dúvida há de se considerar todas as implicações que ela possa acarretar, tendo em vista o seu objetivo final, pois do contrário será apenas uma pegadinha que poderá comprometer o sucesso. Ou seja, mais vale um pássaro na mão do que dois voando. Às vezes, o que aparentemente é uma boa oportunidade, pode colocar tudo a perder.
        Então é isso, siga firme nos seus princípios, foco na tarefa e nunca se afaste do seu objetivo final. 
        Fica a dica, não hesite para ser feliz, porque felicidade é aqui e agora.

Comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Obrigada.

Postagens mais visitadas deste blog

Prepare-se Para Mudança

Autoconhecimento Vs. Autoimagem

Olhos Para Ver e Ouvidos Para Ouvir