É Preciso Coragem

        Para que se possa alcançar o sucesso em qualquer empreitada, é preciso ao longo do caminho se concentrar e se dedicar às tarefas e observar atentamente o resultado de cada pequeno esforço feito para que, assim, seja possível fazer as correções e ajustes necessários para, de fato, poder chegar ao objetivo final.
Bom, parece fácil e bastante coerente, pois é como martelar um prego numa tábua, se identifica a tábua, toma posse do prego, pega-se o martelo, bate no prego e voilà, sucesso total.
Mas, infelizmente, não é bem assim que acontece, pois esse pequeno detalhe de observar o resultado de cada ação pode ser um problema para alguns.
E, por isso, eu digo que é preciso ter coragem de encarar os fatos, porque, às vezes, o problema não está na tábua, nem no prego, nem no martelo, mas no agente da história.
Tudo tem ciência, já dizia minha mãe e acredito que em algum momento já ouviu isso também, ou seja, existe o prego certo para cada tipo e espessura de madeira, existe o martelo certo, com tamanho e peso ideal e existe a maneira certa de segurar o martelo e o prego e posicionar-se para enfim pregar.
Porém, às vezes, acontece da pessoa achar que nada disso importa, que tudo isso é bobagem e que é só pregar um prego ― e, justamente, por isso, acaba se descuidando de detalhes importantes para a realização do que se pretende.
Também, pode ser que a pessoa se recuse, por alguma razão desconhecida até para ela própria, a segurar adequadamente o martelo ou o prego, o que a fará entortar o prego ou até martelar o dedo. Ou ainda queira posicionar a tábua da pior forma possível, é claro sempre achando que está fazendo o melhor.
Vá lá saber! Afinal, as pessoas, às vezes, fazem coisas inexplicáveis e é justamente nessa hora que se torna imprescindível que se tenha coragem.
Sim, coragem para fazer as observações necessárias, as investigações sobre si mesmo para descobrir o que na verdade as está motivando ― sim, porque a essa altura já se sabe que é outra coisa que não o objetivo final.
Mas o quê? O que pode estar por trás disso? Dessa atitude tão incoerente?
Pode ser muitas coisas, como, por exemplo, perceber que a imagem que fazia de si mesmo não é exatamente verdadeira, que a capacidade que pensava ter é insuficiente, pode ser que haja um problema de confiança em si ou no outro.
Algumas vezes, é possível que essa revelação aconteça caso fale com um amigo, alguém em quem confie, outras vezes, é preciso a ajuda profissional, como um coach, que pode ajudar e muito, trabalhando a motivação e foco para a superação dos problemas e alcance dos resultados. Há também situações onde o problema é um pouco mais profundo e, nesse caso, talvez fosse necessário um psicanalista.
Seja como for, busque a coragem necessária para se conhecer e saber exatamente o que o motiva. Descubra quais são suas reais intenções, porque a intenção é que gera a ação e se a intenção for errada a ação será, no mínimo, improdutiva.
Fica a dica, tenha coragem de saber quem é para ser feliz, porque felicidade é aqui e agora.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dando Conta Do Recado

Não Hesite

No Lugar do Outro